Ulisses Pereira Chaves

Ulisses Pereira Chaves é o ceramista homem mais conhecido do Vale do Jequitinhonha, MG, uma região onde a arte da cerâmica, em sua grande maioria, surge a partir de mãos femininas, como as de Izabel Mendes da Cunha, Zezinha, Irene Gomes e Noemisa. Ele nasceu em 1924 na localidade de Córrego Santo Antonio, município de Caraí. Ulisses foi um dos primeiros homens a se dedicar à arte da cerâmica no Vale do Jequitinhonha. Ele herdou essa tradição da mãe, Domingas Pereira do Santos, que era filha, neta e bisneta de paneleiras (no Vale do Jequitinhonha as paneleiras são mulheres que se dedicam à cerâmica utilitária). Em seu trabalho Ulisses manteve as mesmas técnicas de modelagem e pintura aprendidas com a mãe. Ele produziu ao longo de sua vida uma obra baseada na cerâmica escultórica antropozoomorfa de grande dimensão. Ulisses faleceu em 2006 aos 84 anos.

 Ulisses Pereira Chaves. Foto autoria desconhecida.

A obra de Ulisses foi descrita como expressionista, surrealista, mística, onírica, sobrenatural; dentre outras. Independente da classificação ela é única, original e colocou o nome de Ulisses entre os mais importantes escultores brasileiros do século XX. Suas peças eram confeccionadas com um barro rosa puro e os engobes nas cores vermelho e branco eram usados nos detalhes e grafismos da escultura. Ulisses era analfabeto e assinava suas peças grafando apenas UP. Na maioria delas misturava formas de gente com bichos: Figuras com várias cabeças, estranhos rostos e coisas do gênero, minotauros, lobisomens, pássaros com pés humanos, algumas chegando a medir 1 metro de altura. Os olhos, nas figuras de Ulisses, em forma de grãos de café são únicos entre as peças produzidas no Vale do Jequitinhonha. Segundo a professora e ceramista Lalada Dalglish, estes olhos, que já eram usados na cerâmica mesoamericana pré-colombiana, lembram também esculturas africanas, que é a origem direta da obra de Ulisses.

Ulisses Pereira Chaves, título desconhecido, cerâmica. Acervo do Pavilhão das Culturas Brasileiras, São Paulo, SP

Ulisses Pereira Chaves, título desconhecido, cerâmica. Reprodução fotográfica Galeria Estação, São Paulo, SP. Foto: João Liberato© 

Os trabalhos de Ulisses integraram várias exposições no Brasil e no exterior, dentre elas a exposição “Brésil, Arts Populaires” (Grand Palais, Paris, 1987) e a Exposição Comemorativa aos 500 anos do Descobrimento do Brasil (São Paulo, 2000). Eles ainda podem ser encontrados em importantes museus e coleções particulares. No Rio de Janeiro, RJ no Museu Casa do Pontal e no Museu do Folclore Edison Carneiro. Em João Pessaa,PB no Centro Cultural de São Francisco.

 Ulisses Pereira Chaves, moringa de três cabeças, cerâmica. Acervo do Museu Casa do Pontal, Rio de Janeiro, RJ

Depois da morte do artista em 2006, a tradição da cerâmica continua nas mãos femininas de sua esposa Maria José, sua irmã Ana e a filha Margarida. Elas produzem peças que se assemelham às de Ulisses, mas com características próprias de cada uma.

Referências Bibliográficas:

- Dalglish, Lalada. Noivas da Seca: Cerâmica popular do Vale do Jequitinhonha, 2a Ed. - São Paulo: Editora UNESP, Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2008.

- Frota, LC. Pequeno Dicionário da Arte do Povo Brasileiro – Século XX. Aeroplano Editora, Rio de Janeiro, 2005.

Ulisses Pereira Chaves, título desconhecido, cerâmica. Reprodução fotográfica Galeria Estação, São Paulo, SP. Foto: João Liberato©

Ulisses Pereira Chaves, título desconhecido, cerâmica. Reprodução fotográfica Galeria Estação, São Paulo, SP. Foto: João Liberato©

Ulisses Pereira Chaves, título desconhecido, cerâmica. Reprodução fotográfica Galeria Estação, São Paulo, SP. Foto: João Liberato©

Ulisses Pereira Chaves, título desconhecido, cerâmica. Reprodução fotográfica autoria desconhecida.

 Ulisses Pereira Chaves, título desconhecido, cerâmica. Reprodução fotográfica autoria desconhecida.

4 comentários:

  1. Olá, tudo bem!
    Meu nome é Gleydson Teixeira e sou presidente do Boyrá Artesanato 100% feito à mão!
    Gostaria de conversar com você!
    Visite o nosso portal: www.boyra.com.br
    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Oi, espero que tudo esteja certo!
    Meu nome é Maria Goretti Vulcão e gostaria de parabenizar seu trabalho no Blog. Belo trabalho de pesquisa e divulgação. Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Olá
    Gostaria de um contato para encaminhar um material.

    artenopalito@hotmail.com

    Muito obrigado

    ResponderExcluir
  4. ATENÇÃO ARTISTAS!!!
    O Projeto “Minas Território da Arte” está catalogando artistas plásticos de todo o Estado de Minas Gerais. Artistas plásticos de todas as regiões de Minas podem participar do projeto, é gratuito! Basta acessar o endereço www.infoarte.com.br

    ResponderExcluir