Raimundo Batista

Raimundo Batista de Oliveira nasceu na comunidade rural de Alto Cruzeiro, município de Lagoa da Canoa, região central do estado de Alagoas. Nas muitas voltas que a vida de Raimundo deu, já morou em Arapiraca (AL), Aracaju e em São Paulo. Nesta última morou até os vinte anos. Na capital paulista trabalhou em fábrica de calçados e, com os restos do couro fazia artesanato para vender em frente ao Museu do Ipiranga. De volta a Alagoas começou a trabalhar com artesanato. Casei e tinha que arrumar mais alguma coisa para fazer. Fiz máscaras e mais umas outras coisas, conta Raimundo.

 Raimundo Batista. Reprodução fotográfica Em Nome do Autor. Proposta Editorial, São Paulo-SP, 2008.

Em Alagoas, Raimundo conheceu seu Zezito Guedes, um importante e conhecido artista nascido na Paraíba, mas que vive em Arapiraca há muitos anos. De seu Zezito, Raimundo recebeu não só o incentivo, mas também um pouco da sua formação artística. Na primeira Artenor [feira de artesanato do Nordeste], ele [seu Zezito] levou minhas máscaras. Fiz uma matriz em madeira e gostei. Comecei a trabalhar com madeira. Veio à minha cabeça o que vi e vivi em São Paulo. A situação do povo nas encostas e nos edifícios, uns em cima dos outros. Foi aí que comecei as minhas favelas, conta Raimundo.

 Raimundo Batista, Favela, madeira policromada. Reprodução fotográfica Galeria Pontes, São Paulo, SP (www.galeriapontes.com.br)

Raimundo Batista, Favela, madeira policromada. Reprodução fotográfica Chácara Tropical (www.chacaratropical.com.br)

As favelas coloridas de madeira tornaram-se a marca registrada da obra de Raimundo Batista. Elas são facilmente reconhecidas onde quer que seja. Atualmente é possível encontrá-las em várias galerias ou lojas de arte popular espalhadas pelo Brasil.

Fonte:
- Lima, Beth & Lima, Valfrido. Em Nome do Autor. Proposta Editorial, São Paulo-SP, 2008.

Raimundo Batista, Favela, madeira policromada. Reprodução fotográfica Galeria Pontes, São Paulo, SP (www.galeriapontes.com.br)

Raimundo Batista, Favela, madeira policromada. Reprodução fotográfica Chácara Tropical  (www.chacaratropical.com.br) 

 Raimundo Batista, Favela, madeira policromada. Reprodução fotográfica Galeria Pontes, São Paulo, SP (www.galeriapontes.com.br)

Raimundo Batista, Favela, madeira policromada. Reprodução fotográfica Galeria Pontes, São Paulo, SP (www.galeriapontes.com.br)

Um comentário:

  1. Boa noite,
    Onde posso encontrar a obra do Raimundo no Rio de Janeiro ?
    Favor responder para mc.cambas49@gmail.com

    ResponderExcluir