Higino D´Almeida

Higino Simplício de Almeida ou Higino D´Almeida, como ele prefere ser chamado, é um dos mais populares escultores mineiros da atualidade; considerado por muitos como um dos re-descobridores do fascinante Barroco Mineiro, numa visão mais conteporânea. Ele nasceu em Belo Horizonte no ano de 1958. Sua inspiração para trabalhar com a madeira veio, como no caso de muitos outros artistas deste país, da própria condição de pobreza que viveu durante a infância e a adolescência. Filho mais velho de uma família de sete irmãos, trabalhou como feirante e ambulante, até encontrar a arte que lhe deu sustento. Mas Higino não é daqueles artistas que simplesmente vivem da sua arte, ele é a sua arte. Começou a esculpir sem muita pretensão, sem saber muito onde ia dar, desde então, nunca mais parou, embora reconheça que ultimamente diminuiu um pouco seu ritmo.

Higino D´Almeida, reproduçao fotográfica Em nome do autor - artistas artesaos do Brasil, Proposta Editorial, Sao Paulo, 2008.
 
Higino cresceu no bairro belo horizontino Primeiro de Maio. Tinha o hábito de freqüentar a Mina da Biquinha, onde pegava água para abastecer sua casa. Na mina também apanhava argila, pois foi com esse material que começou sua produção artística; “... eram figuras que vinham na minha imaginação”, conta. A grande maioria destas peças era dada aos amigos, pois para ele, “não tinham nenhum valor”. Incentivado por um escultor chamado Joãozinho, Higino começou a talhar a madeira, usando como ferramenta apenas um canivete. Eram peças figurativas diversas, variando entre humanos e animais. Ele diz que usava a imaginação para ocupar o seu tempo.

 Higino, Belo Horizonte (2010)

Depois de conhecer o renomado escultor Maurino Araújo, também morador do bairro Primeiro de Maio, Higino deu novo impulso a sua arte. Incentivado pelo mestre, passou a criar em formões, enquanto perseguia seu estilo próprio. Maurino, ao mesmo tempo em que lhe ensinava a técnica da escultura, instigava-o a busca seu estilo próprio, em vez de copiá-lo. “Ele incentivou meus sonhos de ser alguém e me ensinou a técnica. Assim pude elaborar mais peças”, conta Higino; uma das primeiras que esculpiu foi um negro de senzala.

Em meio aos ensinamentos do mestre Maurino, Higino se dedicou ao estudo; pesquisou sobre a obra de mestres maiores, como Francisco Xavier de Brito e o incomparável Aleijadinho. Percorreu bibliotecas e museus nas cidades de Sabará, Ouro Preto e Congonhas; queria estar mais perto destes mestres. Foi aí que surgiu a influência do barroco na sua obra. Com mais de 30 anos de carreira, Higino reuniu um acervo de mais de 2.000 obras que agora fazem parte de coleções particulares em vários países e de alguns museus e galerias de arte brasileiras.

 Higino D´Almeida, Santana, madeira policromada. Coleçao particular. Foto: arquivo pessoal do artista.

Suas obras são mulheres, anjos, santos, escravos, soldados, etc, todos plenos de nobreza em suas formas barrocas de cores suaves, elementos enaltecedores de umas das mais ricas e expressivas tradições de Minas Gerais, a dos santeiros. Uma tradição da qual Higino faz parte como um dos mais importantes e expressivos representantes.

 Higino D´Almeida, Anjo, madeira policromada. Coleçao particular. Foto: arquivo pessoal do artista.

 Higino D´Almeida, Nossa senhora, madeira policromada. Coleçao particular. Foto: arquivo pessoal do artista.

Higino D´Almeida, Pietá, madeira policromada. Coleçao particular Mario Pinheiro Filho. Foto: Bianca Aun. Reproduçao fotográfica Catálogo 40 anos do Centro de Artesanato Mineiro, Belo Horizonte: SEBRAE-MG, 2010.

Higino D´Almeida, título desconhecido, madeira policromada. Coleçao particular. Foto: arquivo pessoal do artista.

As obras de Higino carregam também, além da influencia barroca, uma inconfundível influência negra; as figuras têm lábios grossos e narinas salientes. Algumas das mulheres negras trazem os cabelos alisados, numa tentativa do artista de se identificar ao máximo com a realidade das pessoas que esculpem. Outra marca de suas obras é o fato de que ele explora todos os lados da peça de madeira. A escultura pode ser duas mulheres ou anjos superpostos ou uma imagem de Nossa Senhora com anjos ao seu redor, todas com as costas bem definidas em formas perfeitas.

 Higino D´Almeida, Anjo, madeira policromada. Reproduçao fotográfica Galeria Pontes, Sao Paulo (www.galeriapontes.com.br).

 Higino D´Almeida, Madona grávida, madeira policromada. Coleçao pessoal.

Higino D´Almeida, Madona grávida (detalhe), madeira policromada. Coleçao pessoal.

Higino participou de inúmeras exposições individuais e coletivas pelo Brasil. Segundo ele, a reação mais comum do público diante de sua obra é de impacto. Isto porque, em sua opinião, não são muitos os artistas trabalhando com técnica tão próxima do barroco.

 Higino D´Almeida, Anjo, madeira policromada. FOTO: arquivo pessoal.

 Higino D´Almeida, Tres faces, madeira policromada. Coleçao particular BDMG. Foto: Bianca Aun. Reproduçao fotográfica Catálogo 40 anos do Centro de Artesanato Mineiro, Belo Horizonte: SEBRAE-MG, 2010.

Suas peças podem ser adquiridas em galerias de arte de algumas cidades brasileiras ou diretamente com o artista. Ele continua morando em Belo Horizonte em um bairro próximo ao Primeiro de Maio e para satisfação nossa como admiradores de sua obra, continua trabalhando.

Contato com Higino
e-mail: higino.simplicio@gmail.com
Site: http://www.wix.com/higinodalmeida/higinodealmeida

Higino D´Almeida, São Francisco, madeira policromada. Coleçao particular. Foto: arquivo pessoal do artista.

Higino D´Almeida, título desconhecido, madeira policromada. Reproduçao fotográfica Galeria Pontes, Sao Paulo (www.galeriapontes.com.br).

 Higino D´Almeida, Lágrimas do divórcio, madeira policromada. Acervo do Museu Saul Martins, Vespasiano, MG. Foto: Bianca Aun. Reproduçao fotográfica Catálogo 40 anos do Centro de Artesanato Mineiro, Belo Horizonte: SEBRAE-MG, 2010.

Higino D´Almeida, Nossa Senhora da Conceiçao, madeira policromada. Coleçao particular. Reproduçao fotográfica Em nome do autor, Proposta Editorial, Sao Paulo, 2008.

 Higino D´Almeida, sem título, madeira policromada. Coleçao particular. Foto: arquivo pessoal do artista.

 Higino D´Almeida, título desconhecido, madeira policromada. Coleçao particular. Foto: arquivo pessoal do artista.

 Higino D´Almeida, título desconhecido, madeira policromada. Coleçao particular. Foto: arquivo pessoal do artista.

 Higino D´Almeida, São Francisco, madeira policromada. Coleçao particular. Foto: arquivo pessoal do artista.

 Higino D´Almeida, Sao Francisco (detalhe), madeira policromada. Coleçao particular. Foto: arquivo pessoal do artista.

 Higino D´Almeida, título desconhecido, madeira policromada. Coleção particular. Foto: arquivo pessoal do artista.

 Higino D´Almeida, título desconhecido, madeira policromada. Coleçao particular. Foto: arquivo pessoal do artista.

5 comentários:

  1. Boa noite,
    Higino pode ser visto também através do site: http://www.wix.com/higinodalmeida/higinodealmeida

    ResponderExcluir
  2. Boa noite a todos. Represento uma loja de antiguidades e temos uma linda escultura de Higino D'Almeida a venda. Procurar por Antiguidades Lanna no OLX. Parabéns ao blog por perpetuar a arte nacional.

    ResponderExcluir